30 setembro 2013

Namoro, amigos e ciúmes...

O post de hoje vai ser o menos clichê possível. Vamos falar de um tema que costuma girar em torno de "você tem que se controlar" ou "você é ciumenta demais" , mas será?
O ciúme, do grego “zelos”com o sentido de cuidado, ardor, inveja. Na prática, pode variar desde um simples zelo até um estado patológico.
Segundo algumas teorias, o ciúme surgiu para evitar traições e não comprometer a continuidade da espécie, seria uma forma de defesa. A mulher temia que as  “atenções materiais e afetivas de seu companheiro para impedir que recursos importantes na criação da prole fossem desviados para uma rival”, daí porque a mulher teme mais a infidelidade emocional, já o homem, tinha medo de não saber que a prole era sua, daí porque ele tem tendência a temer mais a infidelidade sexual.  (Superinteressante, março de 2006)
Se tomarmos como base essa teoria, quando o assunto é “amigos’, a tendência da mulher é de realmente ser mais ciumenta, já que o foco de preocupação é mais emocional.
Independentemente de sua religião, a Bíblia é um guia de comportamento, de costumes e caráter muito bom:
 "O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal;" I Co 13. 4-5
Então, como podemos observar no texto acima, ao mesmo tempo que a Bíblia fala em "não arder em ciúmes" fala também que devemos ter um certo comportamento adequado. Com certeza isso varia de uma época para outra, de casal para casal. Steve Harvey, ao final de seu best seller "Comporte-se como uma dama, pense como um homem" trazia algumas perguntas e respostas dentre elas:
"Os homens não se importam de as mulheres terem amigos homens?
Em minha opinião, se você está em um relacionamento sério, é hora de parar aqueles papos longos com amigos ao telefone. Hora de tirar da parede aquele retrato de vocês dois do tempo da faculdade. Hora de avisa-lo para parar de ligar para sua casa altas horas da noite, mandar presentes, etc. Continuar com isso é pedir para ter um problema. (...) Sugiro que você evite fazer coisas que o deixem desconfortável em relação a você e outro homem. Só isso. Forme uma unidade com seu homem e não deixe ninguém mais entrar- especialmente seus 'amigos' homens. Você não vai se arrepender"
Na prática, as relações de namoro vem se tornando cada vez mais volúveis, as pessoas costumam embasar intimidades excessivas com os amigos em premissas como "namoro não é pra sempre, amizade é" ou "você vai terminar e vai atrás dos amigos e não vai encontrar mais". Acredito que se for para justificar algo com um possível término, é melhor nem continuar. Namore se você acredita em seu namoro, converse bastante com seu parceiro para que possam encontrar o tão almejado ponto de equilíbrio e a relação fique confortável para ambos.

 Fontes:

http://super.abril.com.br/cotidiano/ciume-446308.shtml (acesso em 24 de setembro de 2013)
- HARVEY, Steve. Comporte-se como uma dama, pense como um homem: o que eles realmente pensam sobre amor, intimidade e compromisso. Rio de Janeiro Ediouro: 2010

2 comentários:

  1. É uma questão para se discutir né kkk Vivo conversando isso com meus amigos

    Beijoos, Ana Carolina.
    http://simplesglamour.blogspot.com
    Instagram e Twitter: @simplesglamour

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© ROTINA DE BONECA - 2015. Todos os direitos reservados.
CRIADO POR: SD DESIGN.
TECNOLOGIA DO BlOGGER.
imagem-logo